Drone mostra milhares de refugiados em Idomeni

Mais de cinco mil migrantes estão retidos no posto fronteiriço de Idomeni, no norte da Grécia, aguardando a decisão de quatro Estados balcânicos de instaurar novas quotas. Um drone sobrevoou o local.

As repúblicas da Eslovénia e da Croácia, membros da União Europeia, bem como a Sérvia e a Macedónia, anunciaram que iriam limitar a entrada de homens, mulheres e crianças a 580 pessoas por dia, em direção ao norte da Europa.

Estes Estados balcânicos decidiram seguir o exemplo da Áustria, que, para evitar a entrada de migrantes no seu território, limitou há mais de uma semana a entrada a 80 candidatos por dia e a 3200 pessoas em trânsito.

A Grécia é o principal ponto de entrada de migrantes na União Europeia, a maior parte deles atravessando o Mar Egeu para chegar às ilhas gregas.

“Eu estive no inferno”

5

Quando aterramos em Skopje (Macedónia), no dia 5 de dezembro, tínhamos à nossa espera aquele que foi o nosso anjo da guarda, no campo de transição de Gevgelija. Kemal recebeu-nos com a seguinte frase: “Welcome to the hell”. Dias mais tarde ouviria da sua boca o seguinte desabafo: “It’s hard to be me”. Kemal é um anjo da guarda daquele campo. Bósnio, deixou a família, emprego e está a trabalhar no campo, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Como ele no campo existem mais cinco, seis pessoas no máximo.

Continuar a ler “Eu estive no inferno”